TUDO QUE VOCÊ NUNCA QUIS SABER SOBRE OS SKINHEADS, POIS SEMPRE ACHOU QUE ERAM TODOS NAZISTAS!

Seja bem-vindo(a) à página dos SKINHEADS CEARÁ, um coletivo que agrupa principalmente skinheads, sejam eles anarquistas, comunistas, ou sem nenhuma ideologia definida, mas também outras culturas irmãs (como os mods, rude boys e punks). Possuímos em comum a paixão pelo oi!, ska e reggae; o prazer por uma cerveja gelada e um bom futebol; o sentimento classista e a revolta diante de toda e qualquer forma de discriminação e exploração. Leia mais...

9 de out de 2013

SKINHEADS CEARÁ (RASH & SHARP) ALERTAM: “POR QUE NÃO CONFIAMOS NO COLETIVO COMANDO ANTIFASCISTA!”

Nesses 10 anos de Skinheads Ceará (SHCE), sempre tivemos a preocupação de não aceitar qualquer um em nosso grupo. Sempre nos preocupamos muito mais com a QUALIDADE do que com a QUANTIDADE de nossos integrantes. Por isso, sempre tivemos um rigoroso processo de ingresso de novos membros, de modo a permitir que novos e honestos contatos se aproximassem e ingressassem em nossas fileiras, ao mesmo tempo em que modistas, fascistas enrustidos ou gangueiros despolitizados fossem impedidos de ingressar em nosso grupo e sujar o nosso nome enquanto movimento sério e organizado. Contudo, nesse ano que marca o 10º aniversário de fundação do movimento skinhead antifascista de Fortaleza, somos obrigados a fazer esta carta para alertar a comunidade antifascista internacional e denunciar os métodos infelizes adotados por um grupo que se auto-intitula Coletivo Comando Antifascista (CCA), formado por alguns ex-membros dos Skinheads Ceará.

Parece-nos que o ponto de partida para o rompimento desses ex-integrantes foi a negação do ingresso de um novo membro, amigo de alguns desses que formariam o futuro CCA. Essa pessoa, que estava passando pelo processo para ser aceito nos Skinheads Ceará, foi visto em pelo menos duas ocasiões diferentes cometendo ações machistas, abordando de forma truculenta garotas em festas, além de compartilhar material machista em redes sociais. Apesar de nos parecer claro que suas atitudes não foram fatos isolados e que eram totalmente incompatíveis com o posicionamento do nosso coletivo, demos a ele o direito de se defender chamando-o para várias reuniões seguidas. Como ele não compareceu em nenhuma das reuniões e nem tentou se defender de forma alguma, preferindo cortar o contato conosco, decidimos por encerrar seu processo de ingresso no nosso coletivo, enviando-lhe uma mensagem afirmando que ele não poderia reivindicar de forma alguma o coletivo SHCE.

Durante o transcorrer de todos esses acontecimentos, os futuros membros fundadores do CCA nunca criticaram essa decisão, nem tiveram coragem de propor qualquer outra medida em relação aos fatos. Pelo contrário, continuaram participando das reuniões como se nada tivesse ocorrido. Somente muito tempo depois descobrimos que eles estavam na verdade se reunindo sigilosamente não só para articular seu novo coletivo, mas também para articular a implosão do SHCE, alimentados por outras “picuinhas” pessoais. Dessa forma, todos os novos contatos que iam se aproximando dos SHCE através dos nossos eventos, encontros e mídias, eram sempre abordados paralelamente por esse novo grupo secreto e eram prontamente submetidos a uma avalanche de calúnias acerca de cada um dos membros do SHCE pelas costas, sem nunca ter a coragem de falar abertamente na frente de todos.

Não é de se estranhar que, quando finalmente tiveram a coragem de vir à tona e se apresentar como Coletivo Comando Antifascista, ainda assim não tiveram coragem de escrever nenhuma carta de rompimento ou denúncia aos Skinheads Ceará. Das duas uma: ou eles não têm absolutamente nenhuma crítica a nos fazer; ou suas críticas são infundadas e mentirosas, e por isso optaram por não fazer essas críticas de forma aberta para que nós não pudéssemos nos defender dessas calúnias.

Infelizmente, só podemos acreditar que a razão pela qual o CCA não teve coragem de escrever sua carta de rompimento foi a segunda opção, pois a todo momento recebemos novas informações de diversas fontes e contatos independentes de que os membros do CCA seguem a todo momento caluniando-nos por nossas costas.

Logo, ao contrário do CCA, nós do SHCE somos capazes de elaborar críticas fundamentadas em nossa realidade e expô-las para o debate aberto e fraterno. Afirmamos abertamente que:

1. O CCA é um coletivo amorfo, sem personalidade ou identidade própria, que vem recrutando pessoas que até pouco tempo atrás não suportavam um ao outro. Baseiam-se em uma minúscula e genérica carta de princípios que na prática não diz quase nada, de tal forma que nos parece que o verdadeiro cimento que os une é o rancor contra os SHCE.

2. Como o CCA é incapaz de realizar críticas factíveis contra nós, eles se baseiam na calúnia e difamação contra o coletivo SHCE ou contra membros específicos dos SHCE, de modo a não nos permitir o direito de resposta. Esse é o motivo deles não terem elaborado até este momento uma carta de rompimento/denuncia.

3. Com o intuito de crescer a qualquer custo, o CCA vem sacrificando a qualidade em troca da quantidade, jogando no lixo até mesmo sua minúscula carta de princípios. Dessa forma, seus membros não cansam de “passar a mão na cabeça” de pessoas que vem repetidamente cometendo ações machistas, patriarcais, e de violência gratuita em diversas ocasiões.

Portanto, queremos alertar todos os companheiros antifascistas acerca desse novo grupo. Não há motivos para pensarmos que eles sejam um novo grupo fascista a ponto de merecerem ser combatidos com a violência, de forma alguma. Contudo, seus métodos de ação e propaganda são extremamente questionáveis de tal modo que não podemos ter nenhuma confiança nesse grupo para ações conjuntas e da mesma forma não podemos legitimá-los dentro da cena antifa. Permaneceremos com o “pé atrás” até que eles provem que são dignos de confiança.

E por fim, mais uma vez deixamos claro que não temos medo do debate e estamos pronto para defender, explicar e, se necessário, fazer a autocrítica acerca de qualquer uma de nossas ações ao longo desses 10 anos de nossa história de antifascismo militante construídos por poucos, mas honestos e valorosos membros dos Skinheads Ceará.

Fortaleza, 08 de outubro de 2013.
Skinheads Ceará
skinheadsceara@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário