TUDO QUE VOCÊ NUNCA QUIS SABER SOBRE OS SKINHEADS, POIS SEMPRE ACHOU QUE ERAM TODOS NAZISTAS!

Seja bem-vindo(a) à página dos SKINHEADS CEARÁ, um coletivo que agrupa principalmente skinheads, sejam eles anarquistas, comunistas, ou sem nenhuma ideologia definida, mas também outras culturas irmãs (como os mods, rude boys e punks). Possuímos em comum a paixão pelo oi!, ska e reggae; o prazer por uma cerveja gelada e um bom futebol; o sentimento classista e a revolta diante de toda e qualquer forma de discriminação e exploração. Leia mais...

19 de out de 2009

HISTÓRIA DO ROCKSTEADY!

O Rocksteady começou como uma evolução lógica do ska , durante o verão de 66, um dos mais calorosos da ilha. A história conta que os músicos subiam ao palco exaustos por causa do calor e o ritmo do ska começou a sair mais lento e isto fascinou os ouvintes. Musicalmente o rocksteady diferencia-se de seu antecessor pela predominância de vocais e a ausência das "sessões de ventos"(conjunto de instrumentos de metais) onipresentes no ska. A nova geração, em contraposição a anterior, não havia lutado pela independência, portanto a única coisa que esta havia deixado era uma realidade social muito dura, havia altos índices de desemprego e de delinquência.
É aqui que aparecem em cena os Rude Boys, que eram jovens marginalizados pela sociedade, e não lhes restava outro caminho que o da delinquência ou da religião, ambos em alguns casos. Entre as atividades mais frequentes dos rude boys estavam o roubo a turistas, assaltos a diversos comércios e juntar-se para fumar maconha no Monte Zion. Quando iam aos festivais destacavam-se do resto das pessoas por suas roupas chamativas e sua maneira compassada e sensual de dançar- já que seu propósito era conquistar garotas e convidá-las pra dançar.
Dentre os artistas de rocksteady poderíamos destacar a Desmond Decker, Alton Ellis, Slim Smith, Dandy Lavingston(o autor do clássico "Rudy, a message to you"), Jimmy Cliff(que foi protagonista do filme "The Harder they Come" onde personificava um jovem que vinha do campo pra viver em Kingston). Também é muito recomendada sua música nesta época, com uma forma de compor muito peculiar e gostosa. Entre as bandas se destacavam The Paragons, The Ethiopians, The Jamaicans(cujo os integrantes eram rude boys), The Heptones, The Melodians, The Coolies, entre outros.
Do outro lado do oceano, precisamente na Inglaterra, estava começando-se a escutar massivamente a música jamaicana, já que os Mods, uma das tribos com mais adeptos nesta época, eram assíduos ouvintes de ska, soul, rocksteady, etc. Quando os mods dos bairros operários começaram a misturar-se com os rude boys, sentem-se identificados e começam a imitá-los, cortando o cabelo curto, coincidindo em alguns pontos da vestimenta. As pessoas começam a chamar estes novos mods de "hard mods" e finalmente se chamariam "Skinheads". Quando isto acontece, os ouvintes de música jamaicana se multiplica os milhares, a tal ponto que o novo gênero passa a se chamar Skinhead Reggae, e os artistas começam a dedicar músicas aos skinheads, como por exemplo: "Skinhead" de Laurel Aitken, "Skinhed Train" de Derrick Morgan, "Skinheads, a Message to You" de Desmond Riley, "Skinhead Girl" de Symarip e muitos outros. Estes últimos tinham uma particularidade, seu nome original era The Piramyds, mas gravavam sob diferentes pseudônimos, portanto pode-se encontrar gravações deste grupo, sob o nome de The Alterations, The Bed Bugs, The Rough Riders, tanto com a Trojan como com a Pama Records.

Traduzido e adaptado por 007

Nenhum comentário:

Postar um comentário